SINOBRAS - Grupo Aço Cearense
×

SINOBRAS


A indústria siderúrgica é considerada um forte indicador de progresso econômico devido ao papel desempenhado pelo aço na infraestrutura e no desenvolvimento econômico do país. Um exemplo positivo é o da SINOBRAS – Siderúrgica Norte Brasil S.A. – primeira siderúrgica integrada das regiões Norte e Nordeste, que há 14 anos contribui com o desenvolvimento do estado do Pará e de toda a região Norte.

A empresa possui capacidade produtiva de 380 mil toneladas de aço, com um mix de produtos comercializados em todas as regiões do Brasil e um atendimento logístico diferenciado. Com a produção de aço voltada para o mercado nacional, a SINOBRAS teve no último ano um faturamento de R$ 1,6 bilhões, consolidando-se como uma das grandes indústrias do Pará. Atualmente, emprega cerca 1.300 pessoas, colaborando com o fluxo econômico e a geração de renda.

A SINOBRAS faz parte do Grupo Aço Cearense, que tem mais de 40 anos de atuação no mercado brasileiro, e oferece aos clientes produtos em aços longos para a construção civil, como vergalhões SI-50 e SI-60, treliças, arame recozido, tela e tela coluna.

Em fase de ampliação, a empresa está investindo US$ 200 milhões na sua capacidade produtiva, que passará para 800 mil toneladas/ano de aço laminado. O investimento, denominado SINOBRAS Fase 2, inclui um novo Laminador; a extensão dos galpões das unidades de Laminação e Trefila; aumento do beneficiamento de sucata para 170 mil toneladas/ano, com a implantação do equipamento Shredder; e a construção de uma nova subestação de energia e uma linha de transmissão de 230 kV, que tem o objetivo de suprir as novas necessidades de cargas elétricas da empresa e propiciar a utilização de energia da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

A SINOBRAS é associada ao Instituto Aço Brasil, entidade representativa das produtoras de aço brasileiras. Os associados operam usinas integradas e semi-integradas, ofertando uma ampla gama de produtos siderúrgicos que permitem atender plenamente o mercado interno e manter forte posição exportadora, situando o setor entre os principais geradores de saldo comercial do Brasil.