Conheça os principais tipos de aço e suas aplicações

O aço liga é um produto bastante utilizado na construção civil e na indústria. É um material composto por ligas de ferro e carbono e é utilizado na fabricação dos mais diferentes produtos, dentre eles eletrodomésticos, veículos, materiais de construção, entre outros.

O aço é muito popular e de grande aplicabilidade, sendo suas propriedades mecânicas um dos fatores que o faz ser tão utilizado. Essas propriedades variam de acordo com os diferentes tipos de material e as suas composições.

Se está interessado em conhecer um pouco mais sobre o aço, suas aplicabilidades, e quais os principais tipos de aço utilizados na indústria, continue lendo este texto, porque aqui você vai tirar todas as suas dúvidas! Vamos lá?!

Tipos de aço quanto à sua composição

Para início de conversa, todo aço contém carbono, porém quando é necessário que o produto atinja outras propriedades mecânicas que o aço carbono comum não atinge, os elementos de liga — cromo, níquel, cobre, entre outros — são adicionados à composição química.

Sendo assim, conheça um pouco agora as classificações desses materiais que se diferem pela composição:

Aços carbono

Esse tipo de aço é formado pela liga de ferro com carbono, onde o teor de carbono nesse caso é inferior a 2,11%. São chamados de aço carbono todos os produtos derivados apenas da junção do ferro com o carbono — podendo o teor do elemento variar — sem quantidades significativas de outros na composição.

Nesse tipo de aço, normalmente existem elementos residuais, como manganês, fósforo ou silício, mas as quantidades não são suficientes para alterar suas propriedades. Os aços carbono são amplamente utilizados em diversas aplicações.

Abaixo tem-se uma relação com a variação do teor de carbono nesse tipo de aço:

Os aços carbono são os mais produzidos, constituindo cerca de 90% da produção mundial. Podem ser divididos ainda em:
  • aço de alto carbono – acima de 0,50% até o limite de 2,11%;
  • aço de médio carbono – entre 0,20% e 0,49%;
  • aço de baixo carbono – entre 0,05% e 0,20%;
  • aço de carbono extra baixo – entre 0,015% e 0,05%;
  • aço de carbono ultrabaixo – abaixo de 0,015%.

Aço liga

Já os aços liga contêm, além das ligações entre ferro e carbono, outros elementos em proporções significativas que podem alterar as propriedades químicas ou mecânicas do material. Geralmente, os outros elementos adicionados à composição do aço são: manganês, níquel, cromo, molibdênio, vanádio, tungstênio e silício. Isso vai depender da propriedade que querem que o aço atinja.

Esses elementos normalmente são utilizados para aumentar a dureza e a resistência mecânica ou química do aço ou para conferir-lhe outras propriedades que sejam interessantes para sua aplicação.

Os aços liga também são divididos de acordo com o teor de elementos em sua composição:

  • aço baixa liga – a soma dos teores de todos os elementos liga adicionados não ultrapassa 5% de todo o material;
  • aço média liga – a soma dos teores de todos os elementos liga fica entre 5% e 12% de todo o material;
  • aço alta liga – a soma dos teores de todos os elementos liga é no mínimo 12% de todo o material;
  • aço baixa liga de alta resistência – nesse caso o teor de carbono é menor que 0,25% e o teor dos outros elementos liga é menor que 2%. Geralmente os elementos liga mais utilizados para esse tipo de aço são o Nióbio, Vanádio e Titânio, que ajudam no aumento da resistência do material.

Tipos de aço quanto à aplicação

Outra classificação muito comum para os tipos de aço se refere à aplicação para a qual ele se destina. Apresentamos aqui algumas das classificações mais comuns. Acompanhe!

Aços estruturais

São muito importantes na indústria da construção por terem alta resistência mecânica e suportarem grandes carregamentos. Os aços estruturais normalmente são aços carbono ou com pequenas quantidades de elementos de liga. Nesse grupo, encontra-se o aço ASTM A36 que é largamente empregado por muitas construtoras.

A maior utilização desses tipos de aço no Brasil é nas estruturas de concreto armado. Como o concreto tem alta resistência à compressão, o aço inserido dentro da estrutura atua como boa resistência à tração. Além de ter boa aderência com o concreto, o aço ainda tem deformações compatíveis como o material.

Os aços estruturais mais utilizados são o CA-50 e o CA-60, cujas resistências de escoamento são 50 kgf/mm² e 60 kgf/mm², respectivamente.

Aços para molas

Os aços utilizados para fabricação de molas têm elevado limite elástico, ou seja, suportam forças e tensões sem que sua deformação seja permanente. A maioria dos aços para mola são aços carbono, sendo as ligas necessárias somente em situações especiais.

Aços para fundição

É o material utilizado para produção de peças em aço fundido. Nesse processo, o aço líquido é vazado em moldes e adquire a forma da cavidade quando se solidifica. Podem ser aço carbono ou aço liga, contanto que apresentem boa resistência.

Aços para construção mecânica

Esse tipo de aço é usado para construção mecânica, ou seja, são usados para fabricar peças forjadas, rolamentos, eixos, engrenagens, entre outros. Os aços para construção mecânica são aços carbono ou com baixo teor de liga e abrangem uma ampla gama de produtos.

Powered by Rock Convert

Além dessas aplicações, existem diversas classes, como os aços para usinagem, para trilhos, para fins elétricos e outros.

Tipos de aço e suas geometrias

Uma outra classificação para o aço é quanto a sua geometria, visto que ela depende do processamento que o produto recebeu na usina siderúrgica. Normalmente, são divididos em três grupos: semiacabados, produtos planos e produtos longos. Aprenda um pouco mais sobre cada um deles!

Semiacabados

Uma das últimas etapas da produção do aço antes do acabamento é chamada de lingotamento. No lingotamento, o aço líquido proveniente do alto-forno é distribuído para moldes, dentro dos quais ele se solidifica.

Ao final do lingotamento, são produzidos os chamados produtos semiacabados, que podem ser blocos, tarugos ou placas.

Produtos planos

Para a fabricação dos produtos planos, eles passam por um processo chamado laminação, quando o material semiacabado que acabou de sair pelo processo de lingotamento tem que passar por dois cilindros.

Os cilindros giram aplicando ao material uma força de compressão. O resultado final dessa força é uma placa final que pode vir a se tornar uma chapa ou bobina de aço.

As chapas e bobinas podem ser feitas de aços carbono puros ou revestidos — pintados, zincados, galvanizados etc. —, aços inoxidáveis ou outros tipos de aço liga. Alguns dos principais produtos planos são:

  • bobina fria ou quente;
  • chapa fina quente ou fria;
  • bobina e chapa galvanizada;
  • bobina pré-pintada;
  • tubos;
  • perfis dobrados;
  • telhas;
  • lambris.

Produtos longos

Os produtos longos também podem ser obtidos na laminação. No entanto, sua característica principal é que o comprimento é muito superior à sua largura e à sua altura. Normalmente, são vendidos na forma de barras, fios, tubos, vergalhões, perfis e cantoneiras. Conheça alguns dos tipos mais comuns:

  • barra chata, quadrada ou redonda;
  • telas e treliças;
  • vergalhão CA 50 e CA 60.

Tipos de aço mais produzidos e a suas aplicações

Agora que você viu quais as classificações do aço de acordo com vários fatores, veja quais os aços mais produzidos nas indústrias e sua forma de produção.

Aço laminado à quente e a frio

As chapas de aço podem ser laminadas a quente ou a frio. Quando é feita a quente, as chapas são fabricadas em temperaturas altas superiores a 900°C, e o resultado são bobinas laminadas a quente. Depois desse processo, o produto passa pelo processo de desbobinamento, que é onde as chapas são cortadas transversalmente e já saem prontas. Esse tipo de aço é matéria-prima para produção de tubos metálicos, autopeças, rodas, entre outros.

No caso das chapas laminadas a frio, a temperatura de produção é abaixo de 100°C. Estas são mais maleáveis, mas nem por isso perdem no quesito resistência e podem ter acabamento diferenciado. Por conta disso, são usadas em eletrodomésticos, automóveis, esquadrias para construção civil etc.

A principal diferença entre os dois tipos está nos processos de fabricação, visto que o aço laminado a frio passa por mais etapas que o laminado a quente.

Aço Galvanizado

O aço galvanizado é o material que passa pelo processo de galvanização que faz com o que o material atinja resistências maiores. A galvanização consiste na imersão do aço em zinco fundido que garante ao produto uma resistência à corrosão. O principal uso desse material é na fabricação de canos, vigas de apoio, entre outras aplicações dentro da construção civil.

Aço Galvalume

O aço galvalume é um tipo de aço liga composto por zinco, silício e alumínio. Esse tipo de material é excelente em resistência a corrosão, e tem vida útil quatro vezes maior que o aço galvanizado. Por esse motivo o aço galvalume é muito utilizado em atmosferas agressivas, como nas indústrias e na marinha. Tem uma beleza estética maior, e tem grande aplicabilidade na construção civil, como telhas para cobertura metálica.

Aço Inox

Os aços inoxidáveis, ou simplesmente aço inox, é a produção do aço com adição de Cromo e Níquel, feitos em alto forno a partir do ferro-gusa. O aço inox, além de resistir à corrosão atmosférica, ele é resistente à diversos outros produtos químicos.

Sendo assim, ele tem muita aplicabilidade, tanto na construção civil — uso em tubulações, componentes de equipamentos etc. — como em outros setores. O aço inox mantém o seu brilho atraente por muito tempo, sendo necessária apenas uma simples limpeza.

É um tipo de material que suporta altas temperaturas e tem resistência mecânica bastante elevada, podendo ser usado na produção de fornos, câmaras de combustão, máquinas de diversos tipos, entre outros.

Como você pôde perceber, o aço possui inúmeros tipos, geometrias e as mais variadas aplicações. Ele é um dos materiais mais consumidos em todo o Brasil e no mundo, movimentando a economia e garantindo milhares de empregos. É importante contar com parceiros e fornecedores que prezam pela qualidade dos itens e garantem uma boa logística.

Quer conhecer mais sobre os tipos de aço liga, diversificar a sua carta de produtos e expandir seu negócio? Então entre em contato conosco e veja como podemos ajudá-lo!