como-fazer-o-planejamento-financeiro-da-sua-loja-de-ferro-e-aco-para-2018

Dicas para fazer o planejamento financeiro da sua loja de ferro e aço para 2018

Manter as contas da empresa em dia é uma tarefa muito importante e deve ser feita com responsabilidade e organização. Afinal, nada melhor do que fazer a virada de ano já com tudo planejado para ajudar fazer de 2018 um período de resultados mais fáceis. Sem perder mais tempo, já é hora de fazer o planejamento financeiro para o próximo ano. Para ajudar, separamos algumas dicas que vão tornar essa tarefa um pouco mais produtiva. Confira!

1. Medir e analisar os resultados de 2017

Antes de olhar para frente e traçar planos, é importante entender o que aconteceu no ano que passou. Assim, fazer um levantamento das vendas concretizadas, das oportunidades perdidas, dos gastos, imprevistos e todos os custos do negócio é uma boa prática.

Com esses números não mão, é possível avaliar o que de fato aconteceu no decorrer dos últimos meses, tirar boas conclusões do que deve ser feito e do que deve ser evitado no futuro. Comparar com dados de outros anos anteriores também é uma ideia.

2. Analisar o mercado

Depois que a empresa já foi avaliada quanto aos seus números, deve-se refletir um pouco sobre como o mercado se comportou no ano anterior. Estudar novas tendências, de produtos que andam sendo mais requisitados, e perceber o que está ficando um pouco mais de lado, é importante para aprumar a loja no caminho certo.

Converse com as pessoas do mercado e busque identificar se a sua loja está trabalhando dentro das boas práticas e se tem o mix de produtos mais adequado para os consumidores.

3. Definir o planejamento dos próximos objetivos

Uma empresa é bem administrada quando as metas são claras e alcançáveis. Sendo assim, tendo um bom entendimento do que ocorreu em 2017 e sabendo o potencial da loja, definir os próximos objetivos é uma tarefa muito importante a ser feita.

Powered by Rock Convert

Essas metas precisam ser realistas para poderem ser alcançadas, mas também têm que considerar ganhos relevantes e desafios razoáveis. Nada de colocar objetivos muito fáceis ao ponto de manter a empresa na zona de conforto, mas também não defina nada que seja impossível de ser conquistado.

4. Definir projeções de vendas

Conhecendo o histórico da empresa e avaliando como anda o mercado, é hora de fazer uma projeção de vendas. Para isso, utilize seus relatórios e veja o que eles apontam.

Está na hora de reforçar o estoque e as campanhas de vendas de bobinas ou será que chapas e vergalhões têm mas chances de trazer um retorno melhor? Ainda que não possamos prever o futuro, traçar projeções de vendas é uma forma de calcular o fluxo de receita que 2018 poderá trazer.

5. Definir um orçamento anual

Considerando os esses números que foram citados, tenha o cuidado de escrever um orçamento anual. Nele é preciso identificar valores que servirão de guia para o trabalho a ser desenvolvido em 2018.

Separe valores previstos para marketing, pagamento de pessoal, manutenção da loja, reposição de estoque e outros gastos consideráveis. Com essa programação bem feita é possível manter um controle mais saudável de todas as contas no ano que vem.

Seguindo essas dicas, o planejamento financeiro de 2018 será feito de forma organizada e profissional. Se para o ano que vem você estiver pensando em contratar mais pessoal ou tentar trocar algum funcionário é bom que você leia o nosso guia de recrutamento. Boa leitura!