Qual a importância e como fazer o cadastro de clientes?

Podemos dizer que os consumidores são a alma do negócio. Afinal, eles são a principal fonte de lucro de grande parte das empresas. Mas não basta apenas atrai-los e tratá-los bem durante o momento do atendimento — há outras atividades que são importantes para uma boa gestão, como a realização de um cadastro de clientes completo.

Esse cadastro diz respeito ao registro dos dados de quem compra da empresa, seja pessoa física ou jurídica. Mas você sabe qual é a importância desse processo e como realizá-lo de maneira correta? É sobre isso que falaremos no texto de hoje. Acompanhe!

Por que é importante fazer o cadastro de clientes?

Primeiramente, é importante destacar que o principal objetivo do cadastro de clientes é o de reunir informações que permitam um maior conhecimento sobre aquela pessoa. O que a empresa quer é delimitar melhor o perfil do seu consumidor, e esses dados podem servir de base para a tomada de decisão sobre diversos aspectos relacionados ao marketing, às vendas e à satisfação do cliente.

Podemos dizer que, se você conhece melhor a sua clientela, fica mais fácil de conquistá-la. A partir daí, é possível se inteirar sobre os reais desejos dessas pessoas e criar maneiras de fidelizá-las.

Outros pontos que tornam o cadastro de clientes importante são:

  • avisar os clientes sobre as novidades da empresa, como promoções, chegada de nova coleção e mudança de endereço, entre outros;
  • enviar e-mail marketing e mensagens em datas comemorativas, para mostrar que a empresa não esqueceu do cliente;
  • ser uma oportunidade para oferecer produtos complementares ao que a pessoa adquiriu anteriormente.

Em resumo, quando você tem um cadastro de clientes, você cria uma lista de contatos dos seus consumidores. É uma ótima chance de estreitar relações, o que é muito importante para a manutenção das vendas.

Quais informações são indispensáveis no cadastro?

As informações que serão coletadas no cadastro de clientes vão depender do tipo de empresa e de consumidor, e algumas outras características da compra. Porém, existem alguns dados que são indispensáveis, como:

  • nome completo da pessoa (ou razão social da empresa, caso o cliente seja pessoa jurídica);
  • CPF ou CNPJ;
  • aniversário ou ano de fundação da empresa;
  • endereço;
  • contatos (telefone, e-mail);
  • atividade econômica ou profissão;
  • formas de pagamento preferenciais.

Se for adicionar mais informações ao cadastro posteriormente, lembre-se de não deixá-lo muito extenso. Afinal, você não quer chatear o cliente exigindo um tempo longo para registro, além de que provavelmente não precisará de outras informações.

Como o cadastro deve ser feito?

Algumas dicas podem ajudá-lo a fazer um cadastro de maneira mais prática e eficiente.

Antes de tudo, é preciso escolher a plataforma na qual ele será registrado. Você quer um espaço organizado, no qual seja fácil de encontrar as informações posteriormente. Por isso, o registro pode até ser feito em uma planilha de Excel, mas pode ser ainda melhor se a empresa contar com um sistema de gestão com uma ferramenta para o armazenamento desses dados.

Outro ponto importante é lembrar-se de manter o cadastro sempre atualizado. Afinal, de nada adianta ter contatos que não funcionam mais. Por isso, é sempre bom confirmar os dados quando o cliente retorna para outra compra.

Um cadastro de clientes completo e organizado pode ser uma ferramenta valiosa para conhecer melhor seus consumidores e ter canais de comunicação com eles. Por isso, não perca tempo e siga essas dicas para criar o seu.

Gostou deste texto? Então, compartilhe-o nas redes sociais e ajude os seus amigos a ficarem por dentro do assunto!

Guia de recrutamento de funcionáriosPowered by Rock Convert