Quais os problemas gerados pela alta rotatividade de funcionários?

Quais os problemas gerados pela alta rotatividade de funcionários?

A rotatividade de funcionários, até certo ponto, é natural. Alguns empregados se aposentam e outros mudam de endereço, e não há como evitar isso. O problema é que, em algumas lojas de ferro e aço, a rotatividade é alta e gera uma série de prejuízos.

Em resumo, a rotatividade é calculada ao dividir o número de desligamentos pelo número total de empregados do mesmo período. Também chamada de turnover, esse cálculo é um dos mais importantes indicadores de desempenho do RH. Logo, é importante monitorar.

Nos tópicos seguintes, mostramos os problemas da rotatividade de funcionários e como evitá-los na loja de ferro e aço. Por essa razão, continue a leitura com atenção.

Sobrecarrega a atual força de trabalho

Se a rotatividade é alta, é natural que algumas funções fiquem sem ocupantes por algum período. Por exemplo, o time de vendas não ter um número suficiente de profissionais para atender a demanda dos clientes. Isso sobrecarrega os atuais colaboradores da empresa.

Apesar de pouco considerada, a sobrecarga pode resultar em uma série de problemas. A baixa qualidade do que é feito é só o primeiro. Também é possível citar as chances mais elevadas de acidentes, conflitos interpessoais e resultados abaixo do que foi projetado.

Maximiza os custos não estratégicos

Há dois tipos de custos. O primeiro é estratégico, capaz de gerar mais clientes e aumentar a produtividade do negócio. O outro é não estratégico, necessário à manutenção do que é feito no dia a dia ou decorrente de problemas que poderiam ser evitados, como o turnover.

Guia de recrutamento de funcionáriosPowered by Rock Convert

A alta rotatividade pode custar caro à empresa. É preciso arcar com rescisões contratuais, indenizações, multas trabalhistas e até processos jurídicos. Quanto mais conflituoso for o término do contrato de trabalho, mais caro poderá ser. Isso afeta a rentabilidade da loja.

Reflete uma insatisfação generalizada

Se o número de desligamentos está elevado, significa que muita gente está insatisfeita. Os gestores estão insatisfeitos com os liderados, os funcionários estão insatisfeitos com seus colegas de trabalho, os clientes estão insatisfeitos com o atendimento, e assim por diante.

A insatisfação é um dos maiores problemas à empresa e pode levá-la ao fracasso. A razão é simples: toda empresa existe para gerar satisfação às partes interessadas. Se isso não é feito ou é feito com muitas ressalvas, a loja de ferro não está cumprindo sua maior missão.

Perda de capital intelectual

Os funcionários não são apenas números. Eles representam uma fonte de conhecimento e boa parte do que a empresa sabe está em suas mentes, não em relatórios ou fluxogramas. Isso significa que, ao perder bons profissionais, a empresa também perde conhecimento.

Um vendedor que conhece as preferências do seu cliente, por exemplo, ao deixar a empresa, leva esse conhecimento consigo e pode até usá-lo em uma empresa concorrente. Nesse sentido, a perda de capital intelectual pode ser péssima para os negócios.

Todos esses problemas resultam da alta rotatividade de funcionários. Para evitá-los, é preciso investir em ótimas políticas e práticas de gestão de pessoas. Invista no bem-estar dentro da empresa, na melhoria da comunicação interna, na construção de um plano de carreira de qualidade e na oferta de boas recompensas. Assim, reduzirá o turnover.

E então, entende os problemas da rotatividade de funcionários? Aproveite para aprender mais sobre gestão de pessoas. É só nos seguir nas redes sociais. Estamos no Facebook e no LinkedIn. Vamos lá!