gestão de conflitos entre funcionários

Gestão de conflitos: como resolver atritos entre os funcionários na sua loja de ferro e aço

Uma boa gestão de conflitos é absolutamente necessária, pois a ocorrência de atritos e momentos de tensão no trabalho é algo corriqueiro — afinal de contas, é bastante improvável que todos os colaboradores concordem com tudo e compartilhem as mesmas opiniões e os mesmos valores, certo?

Trabalhar em torno das diferenças existentes (e não contra elas) é um dos elementos mais importantes para o bom desempenho da equipe. Quando ocorrem conflitos, o fluxo de atividades é prejudicado, retardando e/ou interrompendo a execução de tarefas importantes e, consequentemente, afetando a produtividade.
Pensando nisso, apresentamos neste post excelentes práticas para superar essas situações, de modo a impedir que elas comprometam a rentabilidade e o crescimento da sua loja de ferro e aço. Confira!

Observe o comportamento dos funcionários

Isso ajuda você a pensar sobre cada situação específica e determinar quais medidas preventivas ou corretivas são necessárias. Observe regularmente o comportamento pessoal dos colaboradores e procure por sinais de conflito iminente.

Não ignore os atritos

Os atritos não desaparecem se você simplesmente fizer “vista grossa”. Pelo contrário, se não forem resolvidas, as questões tendem a se tornar ainda mais difíceis com o passar do tempo. Lide com o problema tão logo saiba sobre ele, antes que a situação evolua para algo mais sério.

Mantenha suas “portas abertas”

Os conflitos não serão relatados se você não se mostrar acessível e os funcionários tiverem receio de levá-los à sua atenção — ou se considerarem que você não os levará a sério. Portanto, incentive seus colaboradores a conversarem com você sempre que julgarem necessário.

Promova o respeito à diversidade

Adote uma cultura de receptividade a diferentes opiniões, estilos de vida e atitudes. Se as pessoas percebem que comportamentos discriminatórios não são tolerados na sua loja de ferro e aço, é menos provável que ajam dessa maneira. Deixe isso claro na sua política de gestão de conflitos.

Guia de recrutamento de funcionáriosPowered by Rock Convert

Torne-se um mediador

O ideal é que você (ou outro colaborador com funções de gerir a equipe) desenvolva as habilidades necessárias para mediar conflitos. É uma boa ideia procurar uma capacitação ou um treinamento específico. Isso significa garantir que sempre haja alguém encarregado de reunir os envolvidos para ouvir os dois lados da história e alcançar a solução.

Forneça suporte e recursos necessários

Forneça a cada colaborador informações ou ferramentas adequadas ao seu estilo de trabalho. Dessa forma, eles podem cooperar melhor com os demais. Isso deve ser feito em uma base regular, pois tarefas e responsabilidades mudam constantemente.

Além disso, pergunte sempre aos funcionários se eles precisam de alguma coisa e estimule-os a pedir quando necessitarem de algo que possa ajudá-los na realização de suas atividades. Desse modo você mantém o ambiente de trabalho mais tranquilo, pois todos têm condições de cumprir suas tarefas.

Seja um bom ouvinte

Ser um bom ouvinte é essencial para a gestão de conflitos. Elimine as distrações, não dê crédito a ideias preconcebidas, faça perguntas e procure realmente ouvir o que os outros estão falando. Isso é um grande facilitador do desenvolvimento de laços de empatia, sobretudo em pequenos negócios, nos quais a proximidade é maior — o que, por sua vez, faz com que a gestão de pessoas seja ainda mais importante.

Gostou de saber um pouco mais sobre a gestão de conflitos? Então não perca a oportunidade de saber saber por que sua loja de ferro e aço precisa investir na gestão de pessoas!