Custo ou despesa: afinal, qual a diferença entre eles?

Se você tem o hábito de pesquisar sobre economia e finanças, certamente já ouviu falar em custo ou despesa. Mas será que você sabe a diferença entre esses termos? A maioria das pessoas não conhece — e esse entendimento pode facilitar muito os cálculos e as projeções.

Para acabar de vez com essa dúvida, decidimos explicar o significado desses dois conceitos e quais são as diferenças fundamentais, além da importância de usar os termos adequadamente. É só continuar a leitura!

O que é custo?

A maioria das pessoas vai considerar “custo” como a quantia que se paga por algo. No entanto, a definição do termo é um pouquinho mais complexa. Sabe quando você movimenta a renda da sua empresa para adquirir coisas que interferem diretamente no produto final?

Então, esse gasto é contabilizado como “custo”. Aqui, entra a matéria prima, a mão de obra, a depreciação, a energia elétrica, o aluguel e por aí vai. São os gastos que transformam os ativos, isto é, os bens que podem ser convertidos em dinheiro.

Os custos ainda podem ser classificados em diretos, indiretos, fixos, variáveis, primários e de transformação. Isso dependerá da possibilidade de identificação do elemento de custo, assim como a variação do valor em relação ao volume produzido.

O que é despesa?

A despesa é o desembolso de dinheiro para coisas que estão fora do processo produtivo. Ela refere-se ao esforço para gerar receita em vendas no setor administrativo, no controle de finanças, na publicidade e nos profissionais de escritório.

Isso não significa que as despesas são desnecessárias. Afinal, esse tipo de gasto é importantíssimo para manter a empresa em pé. Isso gera impacto da qualidade do produto final — a diferença é que isso é feito de forma mais indireta.

Guia de recrutamento de funcionáriosPowered by Rock Convert

As despesas podem ser divididas em comerciais, gerais e administrativas. As despesas comerciais dizem respeito a tudo o que se relaciona com as vendas, enquanto as gerais e administrativas estão ligadas aos escritórios e à contabilidade.

Qual é a importância desses conceitos?

Você já parou para pensar em como uma análise de custos e despesas pode fazer diferença? Sem esse tipo de balanço, o planejamento financeiro ficará comprometido — influenciando na projeção de receitas, nas pesquisas de mercado e na criação de metas.

Sabe quando acontece alguma coisa que pega sua equipe desprevenida e você precisa desembolsar um pouco mais do que pensou que teria? Então, o entendimento de custos e despesas pode ser muitíssimo importante nessa hora.

E como fazer um bom planejamento financeiro? A resposta varia e não existe uma fórmula pronta. O importante é analisar o contexto, projetar cenários, criar planos de ação e rever tudo o que foi feito.

Entender como funcionam os custos e despesas pode trazer muitos benefícios para sua empresa. Por isso, procure se manter antenado e preste bastante atenção às movimentações do seu negócio.

Não se esqueça de que as empresas também contam com outros gastos além de custo ou despesa. As perdas, por exemplo, dizem respeito a todo dinheiro que é “perdido”, movimentado sem um alvo financeiro. Gastos com mercadorias atrasadas são exemplos de perdas.

E você? Ficou com alguma dúvida sobre a diferença entre custos e despesas? Então, deixe um comentário nos contando sobre ela!